O que é a Plataforma Lattes?


Plataforma Lattes – O que é?

O Currículo do sistema Lattes tem se tornado cada vez mais uma presença constante na vida de estudantes, professores e pesquisadores das mais diversas áreas da ciência e tecnologia. Esse sistema unificado vem empreendendo, desde suas versões de teste, grandes mudanças na organização de instituições de ensino bem como naquelas fomentadoras de atividades de pesquisa em especial.

Trata-se de uma plataforma virtual, chamada de plataforma Lattes, desenvolvida e mantida pelo CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) e atua no Brasil mantendo um enorme banco de dados capaz de agregar informações acerca não somente de currículos como também sobre instituições, grupos de pesquisa e etc.

A plataforma Lattes e seu surgimento

Essa plataforma surgiu com o intuito de facilitar o planejamento, gestão e operacionalização do fomento a pesquisa (não somente o CNPq como também diversas outras agencias de fomento nacionais, estaduais e municipais) e das instituições de ensino e pesquisa.  Partiu inicialmente da necessidade de se gerenciar uma base de dados sobre pesquisadores da área de ciência e tecnologia e para o credenciamento de orientadores no país.

Essa base de dados e de currículos das instituições das áreas de ciência e tecnologia viria a ser batizada em homenagem a um importante físico atuante no Brasil, César Lattes, falecido no ano de 2005. De inicio era difícil se ter ideia da amplitude que esse sistema tomaria, mas hoje é a principal e mais importante base de dados, capaz de facilitar analises de currículos e méritos daqueles que pleiteiam apoio das principais agencias de fomento no Brasil, não somente o CNPq.

Inicialmente, na década de 90, mais precisamente entre os anos de 1993 a 1999 começaram a ser utilizados formulários em papel e sistemas ambientados no sistema DOS para um sistema de currículos e para credenciamentos dos orientadores. A plataforma Lattes, no entanto, tratava-se de algo ainda muito cru e primitivo, onde ainda não era possível separar coautores, por exemplo, e nem calcular índices de coautoria ou de outros aspectos.

Somente a partir de 1999, depois de consultas e levantamentos junto aos consultores sobre a necessidade da criação dessa base de dados e sobre a criação de um modelo de currículo que atendesse a necessidade desses órgãos de fomento especialmente para a otimização do planejamento e gestão algo mais moderno passou a ser posto em prática.  A partir disso incluiu-se um formulário eletrônico que começaria a dar as bases para os moldes de plataforma que conhecemos hoje. Foram incluídas uma série de funcionalidades que já vinham sendo solicitadas pela comunidade cientifica como possibilidade de relatórios configuráveis, indicadores de produção, importação de dados de outros sistemas e etc. Frente a esse cenário sabe-se que o primeiro protótipo do sistema Lattes teve uma avaliação muito positiva.

Enfim, a plataforma foi lançada

Finalmente em maio de 1999 CNPq e CAPES se unem em torno do propósito de compatibilizar totalmente o currículo do CNPq com de pós-graduação referente a todos os indivíduos envolvidos: pesquisadores, docentes e discentes. Então o sistema de Currículo Lattes é oficialmente lançado em agosto de 1999 e já nos primeiros anos tem uma enorme adesão, sendo incrementado com milhares de currículos cadastrados.

Com o passar do tempo, cada vez mais o sistema Lattes, ligado ao CNPq, foi se aperfeiçoando no desenvolvimento desse formulário de modo que se tornasse possível o intercambio de informações desses cadastros com diferentes bases de dados referentes aqueles que atuam em atividades de ciência e tecnologia.

Saiba agora mesmo da importância da plataforma Lattes.


© 2016 Plataforma Lattes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.
Plataforma Lattes.